8.7.14

Ansiedade:a porta para a depressão








 photo anjos.gif

Ansiedade: a porta para  a depressão

Muita gente vive com extrema tensão e expectativa com relação a tudo que, de bom ou de ruim, pode vir a acontecer. Isto vale para um relacionamento amoroso, onde quase todos sempre esperam encontrar o príncipe ou a princesa dos contos de fadas, mas vale para quaisquer outros aspectos, tais como nosso trabalho, nossos bens materiais, nosso lazer e nossa vida como um todo.



Tanta energia colocada em algum desejo especifico, pode fazer com que este venha, por fim, a se manifestar… muitas vezes de uma forma que em pouco tempo poderá se tornar frustrante e insatisfatória, nos obrigando por vezes a ter que suportar longamente situações limitadoras e bloqueadoras das nossas verdadeiras necessidades e vocações…

Por outro lado, aquilo que nós teimamos em temer, tipo doenças graves, violências, separações, perdas prematuras de entes queridos e muitos outros, raramente irá se manifestar, graças à Divina Providência.
No entanto, esta preocupação constante, terá em muitos casos somente atrapalhado nossa vida plena e alegre, pois teremos evitado continuamente aproveitar plenamente e simplesmente o momento, sucumbindo à vibração nefasta do medo.

Este estado de espirito, uma vez que se torne companheiro constante de viagem no decorrer de nossa vida, implicará, na maioria das vezes, em um quadro muito forte de depressão, com todas as conseqüências nefastas no ambiente familiar, profissional e amoroso, sem contar com o fato que poderá desencadear uma serie de problemas físicos sem causa aparente.

Existem atualmente infinitas ferramentas que podem ajudar a debelar de uma vez este inimigo oculto, geralmente tirando o véu de ilusão que nos impede uma visão correta, tornando clara nossa percepção dos fatos da vida e iluminando os aspectos sombrios de nossa personalidade, utilizando para tanto a meditação, a regressão, o relaxamento, o Reiki, terapias de autoconhecimento, essências florais, exercícios de imagens mentais, musicoterapia e inúmeras outras. O fator principal de cura é de se conscientizar quanto à nossa maravilhosa beleza interior e unicidade, rompendo finalmente com padrões de controle externo que visam estritamente o lado material, iniciando enfim o nosso caminho rumo à verdadeira razão de existir – ou seja – nossa preciosa missão de vida.
(Eraldo Manfredi)
Postar um comentário