20.4.12

Os Ciganos


Os Ciganos

Um dia, lá do Oriente,
De onde tudo começa,
Partiu meu povo contente,
Caminhando sem ter pressa.
Quando partiu?
Ninguém sabe.
Por que partiu?
Ninguém diz.
Partiu quando deu vontade.
Por que partiu?
Porque quis.
Então aqui aparecemos,
Sem nunca saber quem somos.
Nosso passado esquecemos,
Só interessa o que somos.
Dizer que pátria não temos,
É uma grande insensatez.
A nossa pátria, sabemos
É maior que a de vocês.
Sua pátria é um país somente,
A nossa é toda essa terra,
Que Deus nos deu de presente,
Por nunca fazermos guerra.
Somos um povo que canta...
Feliz por saber viver.
O por-do-sol nos encanta,
Amamos o amanhecer.
O ontem, sempre passado...
Amanhã sempre futuro...
Vivemos despreocupados
O hoje que é mais seguro.
E assim, sempre de partida,
Ora no campo, ora na cidade
Amamos a nossa vida
Somos reis da liberdade.

(Zurca Sbano)
Postar um comentário